O Parque Natural do Douro Internacional abrange a área onde o rio Douro e o seu afluente Águeda constituem a fronteira natural entre Portugal e Espanha, ocupando uma área de 85.150 hectares de extrema beleza paisagística e rara diversidade de flora e fauna.

Constituído como Parque Natural só em 1998, esta paisagem agreste e escarpada é indubitavelmente um mundo à parte, que tem permanecido intacto do exterior e protegido de excessos e multidões, o que lhe confere uma beleza e riqueza muito próprias e a preservar: Bosques de carvalho negral, cerquinho, de azinheira e zimbrais, entre outras imponentes árvores e vegetação pululam em áreas do Parque, a par com a fauna, com espécies tão diversas como os Grifos e Britangos, a Águia-real, a Cegonha-negra (em perigo de extinção), o Abutre-do-Egito e a Gralha-de-bico-vermelho – observáveis em pleno voo numa acalmia inexplicável; bem como o Lobo, a Toupeira de água, o Gato-bravo e o pombo, que ali habita abrigado nos tradicionais pombais.

Das muitas veredas que vão dar às Arribas do Douro Internacional (caminhos de terra batida, entre vinhas, olival e idílicos lameiros recortados por muros de xisto e granito bordados de freixos e olmos) pode contemplar-se uma das mais fantásticas paisagens do troço internacional do Douro: as Arribas do Águeda – zona húmida mais importante da região interior norte e centro de Portugal, como local de nidificação e refúgio de aves aquáticas. Nesta área pode visitar-se a Torre das Águias (antigo Templo Romano, ainda no planalto, que fez vigia às invasões espanholas), a aldeia de Almofala e um local mítico onde encontramos ruínas de uma povoação de tipo castrense.

Escolha o seu alojamento de Turismo Rural perto de Douro Internacional – Parque Natural