A Aldea del Obispo, pertencente à província espanhola de Salamanca, constitui, em conjunto con Miróbriga (Ciudad Rodrigo-Espanha) e Almeida (Beira Interior-Portugal), um conjunto de praças militares determinantes nas guerras em torno da frontera entre ambos os países.

É nas suas imediações – a tão só nove quilómetros de Almeida – que se encuentra o Real Fuerte de la Concepción, uma fortificação relevante para ambos os povos ibéricos: ora para guerras fratricidas, ora para auxiliar o objectivo comum às duas Nações de render as tropas Napoleónicas nos seus territórios.

A história do Real Fuerte de la Concepción tem 350 anos e está intimamente ligada às hostilidades históricas entre Espanha e Portugal – principalmente no pós 1641, depois dos portugueses recuperarem a sua independência da coroa espanhola. Mas assumiu também um papel relevante numa ocasião em que ambos os povos ibéricos se uniram do mesmo lado da barricada contra as tropas napoleónicas.

Foi com vista a retomar o trono de Portugal que Filipe IV de Espanha ordenou a construção de um forte na margem espanhola do rio Turones, que servisse de acantonamento aos espanhóis (comandados pelo Duque de Osuna) que tinham por missão recuperar Portugal. As obras foram iniciadas a 8 de dezembro de 1663, festa da Imaculada Conceição, a que o Forte deve o seu nome. As tropas de Osuna forram derrotadas pelos portugueses na Batalha de Castelo Rodrigo e, na sequência, o rei de Espanha ordenou a demolição do primeiro Forte da Conceição.

Nas décadas seguintes, já sob o reinado de Filipe V de Espanha, este mandou reerguer um novo Forte no mesmo local onde se construíra o primeiro 70 anos antes. Esta segunda construção do Forte foi concluída em 1758, época em que alí já não fazia sentido disparar um único tiro.

No entanto, as Invasões Francesas acabariam por transformar o Forte num cenário central: ora como palco de acantonamento do exército britânico em defesa das nações ibéricas, ora como alvo da destruição por parte deste quando bateu em retirada estratégica, antes da vitória final em 1811, quando as tropas de Napoleão foram derrotadas na Batalha de Fuentes de Oñoro, a apenas 10 km do Forte da Conceição.

No pós guerras, o Forte permaneceu abandonado durante mais de 200 anos, tendo sido só em 2006 que se iniciou um processo de recuperação com vista a transformá-lo numa hospedaria.

Escolha o seu alojamento de Turismo Rural perto de Aldea del Obispo – Fuerte de La Concepción